Especialidades - Dentista

 Um novo conceito em odontologiaProfissionais com Mestrado e DoutoradoAv. Senhor dos Passos, 1776 - CentroTelefone: 3225-5201 

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Especialidades

Ortodontia
A Ortodontia é a especialidade da Odontologia relacionada ao estudo, prevenção e tratamento dos problemas de crescimento, desenvolvimento e amadurecimento da face, dos arcos dentários e da oclusão, ou seja, disfunções dento-faciais. A ortodontia pode ser dividida em ortodontia fixa (com braquetes e bandas coladas aos dentes) e removível (aparelhos removíveis). No adulto, quando as bases ósseas estão muito discrepantes, indica-se a cirurgia ortognática. Na criança em desenvolvimento estas discrepâncias podem ser tratadas com aparelhos fixos e em alguns casos com aparelhos ortopédicos. O especialista em Ortodontia é o Ortodontista, profissional que deve ter uma formação com carga horária mínima de 2.000 horas, dedicadas a muito treinamento manual e planejamento de casos.
Próteses
A prótese dentária (ou prótese dental) é a arte dental, ciência que lida com a reposição de tecidos bucais e dentes perdidos, visando restaurar e manter a forma, função, aparência e saúde bucal. O termo “prótese dentária” também é utilizado para se referir ao artefato que se propõe a substituir a função original dos dentes perdidos ou ausentes. O seu principal objetivo é a reabilitação bucal, em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação. Repõe ou restaura de forma indireta (por meio laboratorial) os (dentes), por meio de confecção de próteses fixas (coroas em metal, porcelana e materiais poliméricos e pontes) ou próteses removíveis como prótese total (a popular dentadura) ou prótese parcial removível (ponte móvel). Recentemente encontramos próteses modernas produzidas sobre implantes, próteses fixas livres de metal (metalfree) e as populares lentes de contato, muita vezes essenciais para os tratamentos estéticos. Não se deve confundir protesista (cirurgião-dentista especialista em prótese dentária) com o protético (técnico em prótese dentária), que presta serviço para o cirurgião-dentista e não deve atender diretamente o paciente.

Endodontia
Endodontia é a especialidade da odontologia responsável pelo estudo da polpa dentária, de todo o sistema de canais radiculares e dos tecidos periapicais, bem como das doenças que os afligem. Em casos de alterações por cárie, fraturas dentárias, trauma dentário, lesões endo-periodontais, necessidades protéticas e outras patologias endodônticas, o tratamento endodôntico (ou o tratamento de canal) está indicado, visando a manutenção do dente na cavidade bucal, e a saúde dos tecidos periapicais. O tratamento endodôntico consiste em variadas manobras técnicas que visam restabelecer a normalidade dos tecidos dentais, ou pelo menos manter a estrutura dura em seu alvéolo sem presença de inflamação ou infecção. Por isso, o tratamento de Canal é apenas uma parte deste, em que baseia-se em remover todo o tecido, vivo ou não, da câmara pulpar e do sistema de canais radiculares presente nas raízes selando-os em seguida.
Com os avanços tecnológicos na Odontologia, a atualização das técnicas de procedimentos, surgiu o sistema rotatório de Endodontia, que associado aos novos materiais e técnicas anestésicas torna o tratamento de canal, muito mais rápido e indolor.

Cirurgia bucomaxilofacial
Cirurgia bucomaxilofacial ou, mais corretamente, cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial é uma especialidade odontológica que trata cirurgicamente as doenças da cavidade bucal, face e pescoço. O papel do Cirurgião vai desde o diagnóstico e tratamento nas cirurgias orais menores, como a remoção dos famosos denes Sisos, até cirurgias hospitalares mais complexas como a cirurgia Ortognática, que reposiciona ossos da face visando uma melhor qualidade de vida e estética do paciente. traumatismos e deformidades faciais (congênitos ou adquiridos), traumas e deformidades dos maxilares e da mandíbula também são áreas de atuação do Cirurgião Bucomaxilofacial. As deformidades faciais são compreendidas desde as sequelas de doenças como o câncer, os traumas severos, ou distúrbios do desenvolvimento, como as síndromes ou alterações do desenvolvimento como o prognatismo (aumento dos maxilares), micrognatismo (diminuição dos maxilares) ou a combinação delas.

Periodontia
Periodontia (peri: em volta de, Odonto: dente) é a ciência que estuda e trata as doenças do sistema de implantação e suporte dos dentes. Este, é formado por osso alveolar, ligamento periodontal e cemento. A função do periodonto é a inserção do dente ao tecido ósseo dos maxilares e conservar a superfície da mucosa mastigatória da cavidade bucal. O periodonto também é chamado de aparato de inserção ou de tecido suporte do dente e estabelece uma unidade funcional biológica e evolutiva que sofre modificações com a idade e com relação às modificações do meio bucal. As alterações patológicas do periodonto são chamadas doenças periodontais. O especialista em Periodontia trata questões relacionadas a saúde do periodonto, como as doenças periodontais: gengivite, periodontite, envolvendo tratamentos preventivos e cirúrgicos. Dentre as cirurgias periodontais, se destacam também as cirurgias estéticas, como as plásticas e aumentos de coroas clínicas.

Implantodontia
Implantodontia é um ramo da Odontologia que se destina ao tratamento do edentulismo com reabilitações protéticas suportadas ou retidas por implantes dentários. No Brasil, diferentemente de outros países é uma Especialidade da Odontologia RESOLUÇÃO CFO 168/90. Tem como objetivo a implantação na mandíbula e na maxila, de implantes de titânio destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou removíveis e próteses totais e parciais. Ao redor do titânio ocorre a osseointegração que é caracterizada pela formação de tecido ósseo que irá incorporar este material ao organismo. E, é extremamente importante, que o tecido ósseo mantenha-se preservado mesmo quanto o implante dentário seja submetido aos esforços mastigatórios. Com a Implantodontia são feitas desde reabilitações unitárias ate grandes reabilitações totais fixas ou removíveis. Entre 3 e 6 meses após a instalação do implante de titânio pode ser iniciada a prótese. Um processo mais recente propõe a instalação rápida de dentes, chamada carga imediata.

Harmonização facial
A harmonização facial é um conjunto de procedimentos estéticos que tem por objetivo harmonizar os dentes esteticamente e funcionalmente a boca, aos lábios e a face, onde, os dentes complementam o sorriso que completam o rosto como um todo e isso tudo a partir de uma visão mais aprofundada da face na busca de um equilíbrio funcional e estético integrado. Para você entender melhor vou te dar um exemplo, imagina que você pintou um quadro lindo e maravilho e na hora e emoldurar o quadro você colocou uma moldura torta e esta moldura torta vai dar impressão que a sua pintura está torta, mas na verdade é a moldura que está, portanto você não deve corrigir a pintura e sim a moldura do quadro. Se consideramos ou seu dente como a pintura e os seus lábios  como uma moldura, o que devemos fazer então ajustar o seu sorriso a face e isso é feito pela harmonização facial. Portanto a harmonização facial é um conjunto de procedimentos estéticos que tem por objetivo harmonizar integrar esteticamente e funcionalmente: – os dentes – a gengiva – os lábios – as expressões faciais – as funções musculares faciais – as marcas de expressão. Isso tudo é feito através da integração  ortodontia, da prótese, do implante, da bichectomia, da aplicação do ácido hialurônico, do clareamento dentário, das lentes de contato dental outros procedimentos tudo em busca do equilíbrio estético funcional da face

_________________________

Avenida Senhor dos Passos, 1776 - Centro

Feira de Santana - Ba. CEP.: 44002-368

(75) 3225-5201 - 99302-5201(Whatsapp)

Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal